sábado, 25 de maio de 2013

VISÕES!!!!!!!!




                             VISÕES!!!!!

   Aconteceu no trigésimo ano, no quinto dia do quarto mês, que, estando eu no meio dos exilados, junto ao rio Quebar, se abriram os céus, e eu tive visões de DEUS. No quinto dia do referido mês, no quinto ano de cativeiro do rei Joaquim, veio expressamente a palavra do SENHOR a Ezequiel, filho de Buzi, o sacerdote, na terra dos caldeus, junto ao rio Quebar, e ali esteve sobre ele a mão do SENHOR.Veio uma voz de cima do firmamento que estava sobre a sua cabeça. Parando eles, abaixavam as asas. Por cima do firmamento que estava sobre a sua cabeça, havia algo semelhante a um trono, como uma safira; sobre esta espécie de trono, estava sentada uma figura semelhante a um homem. Vi-a como metal brilhante, como fogo ao redor dela, desde os seus lombos e daí para baixo, vi-a como fogo e um resplendor ao redor dela. Como o aspecto do arco que aparece na nuvem em dia de chuva, assim era o resplendor em redor. Esta era a aparência da glória do SENHOR; vendo isto, caí com o rosto em terra e ouvi a voz de quem falava. Ezequiel 1.1-3, 25-28.
                           
                       Abriram-se os céus, e eu tive visões de DEUS (Ez 1.1b).

        Eu gostaria muito de poder ver DEUS, só por um instante. Ezequiel teve essa experiência fabulosa de ver a glória divina. Ao longo do primeiro capítulo de seu livro há uma belíssima descrição de seres celestiais, do trono e da glória de DEUS. As palavras remetem ao poder,à majestade e à beleza do SENHOR e de sua corte celestial. Ezequiel era um sacerdote que vivia no cativeiro, entre os exilados do seu povo. Os judeus haviam sido levados como escravos para a Babilônia pelo rei Nabucodonosor alguns anos antes. Isto aconteceu por causa da sua desobediência a DEUS, pois haviam abandonado o SENHOR e servido a outros deuses. O cativeiro deveria ser uma espécie de escola para o povo de DEUS. Eles tinham se tornado arrogante e idólatras, e deveriam aprender novamente a ser humildes e a reconhecer que só há um DEUS todo-poderoso e SENHOR sobre as suas vidas.
           Com certeza a vida no exílio não era fácil: não tinham muitas liberdades, viviam numa cultura diferente da sua, e sob a opressão de um governante que não temia a DEUS. É nesta situação de vida, sob pressão, que DEUS se revela a Ezequiel. O DEUS soberano, majestoso e glorioso vem até o profeta e sacerdote como um DEUS pessoal, que provoca admiração, louvor e respeito, e que deseja ter um relacionamento com ele. Da mesma forma com que DEUS veio ao encontro de Ezequiel à beira do rio Quebar, ele vem ao nosso encontro por meio de seu Filho JESUS CRISTO. Ele veio ao mundo e entregou sua vida para que sejamos feitos filhos. Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de DEUS: aos que creem no seu nome (João 1.12). E amigos 
 vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas tenho -vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai  vos tenho feito conhecer (João 15.15) de DEUS.  
   Ezequiel viu apenas a aparência da glória de DEUS, mas em Cristo podemos ver a totalidade da face do DEUS de AMOR, demostrada na cruz do calvário. Porque DEUS amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenham a vida eterna (João 3.16). Ainda que não possamos ver DEUS fisicamente, podemos tê-lo conosco diariamente pelo poder do ESPÍRITO SANTO, quando cremos em JESUS CRISTO.
   Ezequiel, nascido e criado em Judá, preparava-se para se tornar um sacerdote no Templo de DEUS, quando os caldeus atacaram em 597 a.C. E o levaram para longe, com um grupo que totalizava dez mil cativos. Naquele tempo, subiram os servos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, a Jerusalém, e a cidade foi cercada. Nabucodonosor, rei da Babilônia, veio á cidade, quando os seus servos a sitiaram. Então, subiu Joaquim, rei de Judá, a encontrar-se com o rei da Babilônia, ele, sua mãe, seus servos, seus príncipes e seus oficiais; e o rei da Babilônia, no oitavo ano do seu reinado, o levou cativo. levou dali todos os tesouros da Casa do SENHOR e os tesouros da casa do rei; e, segundo tinha dito o SENHOR, cortou em pedaços todos os utensílios de ouro que fizera Salomão, rei de Israel, para o templo do SENHOR. Transportou a toda a Jerusalém, todos os príncipes, todos os homens valentes, todos os artífices e ferreiros, ao todo dez mil; ninguém ficou, senão o povo pobre da terra. 2 Reis 24.10-14". Judá estava á beira de uma completa destruição. cinco anos depois, quando Ezequiel tinha trinta anos (a idade normal para se tornar um sacerdote). DEUS chamou para ser  um profeta. Durante os primeiros seis anos, enquanto Ezequiel ministrava na Babilônia. Veio expressamente a palavra do SENHOR a Ezequiel, filho de Buzi, o sacerdote, na terra dos caldeus, junto ao rio Quebar, e ali esteve sobre ele a mão do SENHOR. Ezequiel 1.3". Jeremias estava pregando para os Judeus que ficaram em Judá, e Daniel servia na corte de Nabucodonosor. O rio Quebar era ligado ao Eufrates, na Babilônia, e era o local de um assentamento de exilados judeus.
   Por que os exilados judeus na Babilônia precisavam de um profeta? DEUS queria que Ezequiel:
   1 - Ajudasse os exilados a compreenderem por que haviam sido levados a cativos.
   2 - Eliminasse a falsa esperança de que o exílio seria breve.
   3 - Transmitisse uma nova mensagem de esperança.
   4 - E alertasse o povo, levando-o a uma nova conscientização de sua dependência de DEUS. 
   DEUS se comunicou com Ezequiel em visões. A visão é uma revelação milagrosa da verdade de DEUS. As de Ezequiel nos parecem estranhas porque são apocalípticas. Ele viu imagens que simbolicamente transmitiam o que estava por vir. As pessoas no exílio haviam perdido a perspectiva do propósito de DEUS e de sua presença: Ezequiel lhes trouxe uma revelação com a finalidade de mostrar a imensa glória e santidade de DEUS, e advertir sobre as consequências do pecado antes que fosse tarde demais. Daniel e João foram outros escritores bíblicos que tiveram visões apocalípticas.
   A última mensagem de DEUS a Ezequiel partirás o carneiro em seus pedaços e, lavadas as entranhas e as pernas, pô-las-ás sobre os pedaços e sobre a cabeça. Êxodo 29.17 data de 571 a.C. O profeta foi levado cativo após a segunda invasão que Judá sofreu em 597 a.C. Os caldeus invadiram a nação pela terceira e última vez em 586 a.C, quando destruíram completamente Jerusalém, queimaram o Templo e deportaram o restante do povo (VER 2 Reis 25). Todas as mensagens de Ezequiel são do ano em que foi levado como cativo (597 a.C). Sua primeira profecia aos exilados aconteceu quatro anos depois de chegar a babilônia (593 a.C).
  VIVER COM DEUS AGORA É O PRIMEIRO PASSO PARA CHEGAR A VÊ-LO.   



ORANDO EM FAMÍLIA
BÍBLIA SAGRADA
MARIA IVONEIDE SIQUEIRA NETO
CARPINA PERNAMBUCO 25 DE MAIO 2013 







      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário